CRCDF entrega carteiras de identidade profissional

crc-na-midia

O CRCDF realizou nesta quinta-feira (05/04) a 2ª e a 3ª solenidades de juramento profissional. Foram entregues, na ocasião, 48 carteiras de identidade profissional, o documento é exigência para o exercício da profissão contábil no país. As cerimônias foram conduzidas pelo presidente do CRCDF, Daniel Fernandes e contaram com a participação da vice-presidente de Registro Profissional, Fernanda Veras Oduaia.

A terceira turma do ano teve como paraninfo o sócio da CCL Contabilidade, Levi de Souza Pires. Ele enfatizou aos formandos a importância da ética na trajetória profissional. “Vocês estão entrando em uma profissão capaz de garantir prosperidade desde que não se esqueçam dos compromissos assumidos no juramento, como a ética profissional”. Ele também lembrou que a contabilidade pode ter que se reinventar, mas nunca deixará de existir. “As máquinas fazem os cálculos, mas nós somos os instrumentos, nós quem interpretamos esses dados”.

O presidente do CRCDF, Daniel Fernandes, lembrou que a contabilidade é uma das profissões mais valorizadas do mundo. “Nossa profissão fornece e analisa informações essenciais para as tomadas de decisão, seja na iniciativa pública ou na privada. Jamais seria possível substituir um bom profissional contábil”, destacou.

Já a quarta turma de 2018 ouviu da paraninfa, a coordenadora do CRCDF Mulher – Jaqueline Pereira Rocha, as possibilidades de atuação na carreira contábil. Ela também defendeu a importância do esforço e da busca por novos conhecimentos. “Usem as falhas e obstáculos como aprendizado e nunca deixem de buscar valorização, por meio do trabalho honesto e do estudo, para a sua carreira e para a nossa classe”, ressaltou.

Aos formandos a vice-presidente de Registro Profissional, Fernanda Veras Oduaia, também destacou a importância das promessas feitas no juramento profissional. “Levem essas palavras para a vida de vocês, e nunca deixem a ética e o zelo em segundo plano”. A segunda solenidade também contou com a participação do conselheiro do Conselho Federal de Contabilidade, Miguel Ângelo Martins Lara. “O sistema CFC/CRCs tem buscado a valorização e o reconhecimento para a classe e graças a esse trabalho temos conquistado mais espaço e mais respeito”, declarou o conselheiro.