A Sobre o CRC-DF


Sobre o CRC DFO Plenário do Conselho Federal de Contabilidade na reunião realizada em 25 de fevereiro de 1960, determinou que, fossem realizados estudos para instalação do Conselho Regional de Contabilidade de Brasília, na base territorial do novo Distrito Federal; considerando que a mudança da Capital da República, para a circunscrição territorial do novo Distrito Federal, estava prevista para o dia 21 de abril; a jurisdição do CRC-Goiás, sobre a base territorial do novo Distrito Federal, cessou a partir da data de inauguração de Brasília; sabendo que não existia entidade de classe naquela época no Distrito Federal, o Sr. Orlando Domingos Sampaio, ex-membro do CRC-Goiás, se transferiu para Brasília, com a finalidade de estruturar o CRC-DF.

Aos trinta dias do mês de Março de 1960, sob liderança do Presidente do CFC, Contador Amaro Soares de Andrade, foi criado o Conselho Regional de Contabilidade do Distrito Federal, através da Resolução CFC nº 131/60.

No inicio do mês seguinte, o então Vice Presidente do Conselho Federal de Contabilidade, Contador Eduardo Foreis, Veio do Rio de Janeiro a Brasília trazendo a Mencionada Resolução, autorizando a criação do Conselho Regional de Contabilidade do Distrito Federal, cujo ato foi celebrado na Associação Comercial de Brasília, futuro Distrito Federal da República dos Estados Unidos do Brasil, pertencente, àquela época, ao Município de Planaltina, Estado de Goiás.

No dia 12 de Abril de 1960, foi realizada a primeira eleição da Diretoria do Conselho Regional de Contabilidade do Distrito Federal, na Sede da Associação Comercial de Brasília. Nessa eleição foi vitoriosa a chapa encabeçada pelo Contador José Alvarenga, seu Primeiro Presidente.

Posteriormente o Conselho de Contabilidade do Distrito Federal, passou a funcionar no escritório do José Alvarenga, que não passava de uma modesta e pequena sede.

Com a transferência dos órgãos públicos do Rio de Janeiro para Brasília, os Contabilistas fizeram suas inscrições ou transferências no Conselho Regional de Contabilidade do Distrito Federal, para fazer a Contabilidade de seus órgãos.

Já em 1961, a sede do Conselho Regional de Contabilidade do Distrito Federal foi transferida para asa Norte na altura da 706/707. Mais tarde o Conselho Regional de Contabilidade do Distrito Federal teve sua sede transferida, por curto período de tempo, para o Edifício das Pioneiras Sociais e, posteriormente, para o Edifício Venâncio VI.

Em 1982, o Conselho Regional de Contabilidade do Distrito Federal passou a ter sede própria na W3/Sul Quadra 503.

Agora, em dezembro de 2012, na gestão do Contador Adriano Marrocos, o Conselho Regional de Contabilidade do Distrito Federal adquiriu nova sede, ainda na W3/Sul, na Quadra 505, seu endereço atual, onde conta com mais de 1.300 m2 e com estrutura física mais adequada à prestação de serviços aos profissionais e à sociedade.

Hoje o Conselho Regional de Contabilidade vem funcionando plenamente, desenvolvendo as atividades para as quais foi criado e é oportuno salientar que é uma instituição consagrada, face a boa política de seus dirigentes, que não medem esforços na busca do respeito e da valorização profissional.

Em 2013, O CRC-DF adquiriu nova sede situada na Quadra 505 Sul, Bloco C, Lotes 05 e 06, com acesso pelas avenidas W3 e W2.

O prédio fica ao lado do Cartório do 1º Ofício de Notas e Protestos de Brasília, local conhecido e que possui amplo estacionamento na entrequadra.

A área total construída é de cerca de 1.500m² distribuídos em cinco pavimentos.

Um elevador situado no hall de entrada pela W3 facilita o acesso aos andares superiores, especialmente para os visitantes idosos ou com dificuldade de locomoção.

Há também dois conjuntos de escadas, um próximo à recepção da Avenida W3 e outra nos fundos, pela Avenida W2, viabilizando o acesso aos demais andares por qualquer uma das entradas do prédio.